HOME
VELHO AÇA NOVO AÇA MUSICOS ZECA FILES RESENHAS RIO ART ROCK BLOG DOWNLOADS BANNERS STOLEN CONTATO MEMORABILIA ENGLISH














Guerra Civil - 1981
Fim do Mundo - 1983
Piolho - 1985
Em Caso de Acidente...
                                          Quebre Este Disco!
Gloomland - 1994
Farawayers - 1996
Em Caso de Acidente...
                                          Quebre Este Disco
                                          (relançamento) - 2000
Technolorgy - 2002
Pega Varetas (Meu Pau de
                                          Sebo) - 2003
Não Pode Ser Vendido
                                          Separadamente - 2007
ROCK 2011
Ainda Ninguem Pediu - 2014 Technolorgy - 2002
WELCOME
                      TO THE SITE OF ACIDENTE, the Brazilian indie rock
                      band with 13 albums released (1978/2014)
Guerra Civil (1981) Piolho (1985)
Músicas + Letras   -   Creditos   -   Convidados
FIM DO MUNDO (1983)

Paulo
                            Malaria
Malária
 
Guto Rolim
Guto
Zeca Pereira
Zeca
Helio Scubi Jenné
Scubi
PAULO MALARIA - VOZ E TECLADOS
GUTO ROLIM - BAIXO E VOCAIS
ZECA PEREIRA - BATERIA
'SCUBI' JENNÉ - GUITARRA E VOCAIS

Mais
Músicos Convidados




Fim
                do Mundo - Vinil - 1983
Segundo vinil do ACIDENTE, com 15 músicas muito boas para dançar e curtir. É bem variado e, como o primeiro disco (GUERRA CIVIL), contém vários tipos diferentes de rocks. Nesta época a banda tinha uma frase que tentava definir o seu som: "ACIDENTE: do punk ao funk rock é com a gente".

Para a gravação contamos com a participação de alguns amigos. Veja abaixo. 

A capa mostra o  Salto das 7 Quedas, em belo registro feito por Malária, antes dos "espertos" a terem destruído para sempre, inundando tudo para a construção de uma usina hidrelétrica,"em nome do pogreçio" (sic).

Em suas próprias palavras: "O segundo álbum do ACIDENTE (que iria se chamar "Luta Armada") foi gravado em condições bem melhores que o primeiro e apresenta sensíveis melhorias, quando comparado ao anterior. Por outro lado, era ainda mais difícil conseguir qualquer tipo de resposta da mídia, uma vez que as grandes gravadoras finalmente haviam lançado seus próprios "produtos" rock e aí, tanto a imprensa quanto as rádios (pra não falar da inatingível tv) estavam inteiramente devotadas a arrecadar a sua payola. De qualquer forma, algumas faixas puderam ser ouvidas em pelo menos duas estações de FM no Rio (Maldita e Estácio) e talvez uma dúzia em todo o país: "Triste Sina", "A Lua", "Perdido num mundo de sonhos" e mais especialmente "Clube 34 Blues", que se tornou um "standard" da banda.

Do Punk ao Funk, Rock é com a gente!

Acidente na Last-FM Acidente no YouTube Acidente Rock Band no
                        Facebook Baixe de graça todos os discos do
                        ACIDENTE!
Acidente no MySpace Acidente no Palco MP3 Acidente
                        no LyricsMode
Baixe todos os discos zipados de graça

SEARCH THE INTERNET
only search ACIDENTE site
[ Yahoo! ] options
Site by: Helio Jenné
© 1997/2017















































Músicas

Lado 7
1 - A Lua
     Helio Jenné
2 - Melô de Miguel Pereira
     Paulo Malária
3 - Triste Sina
     Guto Rolim
4 - Sociedade do Mal
    
Paulo Malária
5 - Copos e Pratos
     Paulo Malária
6 - Clube 34 Blues
     Helio Jenné
7 - A Sua Mãe Morreu
     Paulo Malária

Lado 8
1 - Conferência de Havana
    
Paulo Malária, Helio Jenné, Raul Branco, Baster Barros
2 - Dança
     Zeca Pereira
3 - Charrão
     Paulo Malária
4 - Guerra Civil
     Helio Jenné
5 - Perdidos Num Mundo de Sonhos
     Paulo Malária

6 - Baile de Black
     Paulo Malária
7 - Vou Vazar
     Paulo Malária
8 - Diga o Nome do Senhor
     Paulo Malária

topo

seta
















































Créditos


FIM DO MUNDO foi gravado em julho de 1983 no
Sono-Viso (r. Benedito Hipólito, 1 - RJ)
Gravação, mixagem e edição: Everson Dias

agradecimento especial ao Luiz pelo empréstimo da porrinhola

capa: 7 QUEDAS - exterminadas por brasileiros em nome do 'pogreçio'.
Idéia do selo - Ana Pimentel
produção gráfica: ACIDENTE
produzido pelo ACIDENTE
executive producer: Mala
musical director: Guto
crew advisor: Scubi
road manager: Zeca
Produtor fonográfico: COOMUSA (r. das Marrecas, 29 / 204, RJ)

ACIDENTE ® PAULO MALARIA ® & STOLEN RECORDS ® são Marcas Registradas.
Todos os direitos reservados pelo produtor deste álbum. Proibidas quaisquer reproduções etc,
ACIDENTE ® não tem representantes ou agentes licenciados de qualquer tipo. E agora o ACIDENTE® não se apresenta mais ao vivo.

topo


Selo original do Vinil
Foto: Paulo Malária
selo do vinil Fim do Mundo, de 1983















































Convidados

Fernando
                        Carvalho - guitarra
Fernando Carvalho
Más notícias. Perdemos contato com Fern-O por muito tempo e há algum tempo alguém disse que ela terminara seus dias. Péssimo, se verdadeiro. Se você souber dele, por favor, informe-nos
Helinho Cascao - guitarra
Helinho
Rogerio Meanda - guitarra
Everson Dias - engenheiro de som
Luiiz Seta - guitarra
Luiz Seta
Capitão -
                            guitarra
Capitão
Álvaro - Harmonica
Álvaro
Fogo, o cão do Mala


Fogo

topo























































A Lua
Helio 'Scubi' Jenné

Um Lobo na estrada
Um rio que corre pro mar
O lobo chorava
O lobo queria o luar

Mas a Lua, a Lua
A Lua não parou de brilhar
A Lua, a Lua
A Lua se esqueceu de apagar

Solo

Mas a Lua, a Lua
A Lua não parou de brilhar
A Lua, a Lua
A Lua se esqueceu de apagar


Topo Topo

































































Melô de Miguel Pereira
Paulo Malária

Cuidado com a Rosinha, que ela é esperta,
Finge que não gosta mas aperta
Depois dos bons momentos, do ato consumado,
Ela vai e conta tudo ao Delegado

Em Miguel Pereira não pode vacilar,
Comeu tem que casar
Bicho que bobeira que você vai dar,
As minhocas daqui vão te agarrar

Depois você vai ter que trabalhar num restaurante
Ou então ser vendedor ambulante
Você está perdido
Cai fora do lugar
Ou em Miguel Pereira você vai ficar
Pense nos amigos, pense no seu carro,
Não jogue a vida fora num sarro!

Solo

Depois você vai ter que trabalhar num restaurante
Ou então ser vendedor ambulante
Você está perdido
Cai fora do lugar
Ou em Miguel Pereira você vai morgar

Pense nos amigos, pense no seu carro,
Não jogue a vida fora num sarro!


topo Topo























































Triste Sina

Guto Rolim

Mister Jones era dono de uma fábrica de refrigerantes
Que concorria seriamente com a filial da Coca-Cola na Jamaica
Mister Jones era um homem forte e de muita saúde
Mas um dia Mister Jones apareceu morto

Mister Hawks era presidente de uma indústria muito conhecida
De refrigerantes americanos na Jamaica

Mister Hawks era um homem gordo e velho
Já não amava mais sua mulher,
Mas um dia, Mister Hawks apareceu morto

Solo

Mister Jones era dono de uma fábrica de refrigerantes
Que concorria seriamente com a filial da Coca-Cola na Jamaica
Mister Hawks era um homem gordo e velho
Já não amava mais sua mulher,
Mas um dia, Mister Hawks apareceu morto

topo Topo























































Sociedade do Mal

Paulo Malária

Venha se juntar a nós na Sociedade do Mal
Sempre há lugar pra mais um
Venha se juntar ao mal
A sociedade é legal,
Não pode haver mal nenhum

Venha se juntar a nós na Sociedade do Mal
Sempre há lugar pra mais um
Venha se juntar ao mal
A sociedade é legal,
Não pode haver mal nenhum


Você está sendo convidado
Não precisa aceitar,
Então será obrigado

Queremos abalar suas crenças
Se  custar a sua vida,
Isso não faz diferença

Você não tem passado,
Você não tem presente
E o seu futuro é bem diferente
Venha nos servir se você quer viver
Ou morra sem saber porque.

Topo Topo























































Copos e Pratos
Paulo Malária

Copos e pratos quebrando no chão
Pedras e balas voando no céu
Todas as portas se abrindo e fechando
A vida inteira fugindo das mãos

Eu quero mais é que essas coisas se arrebentem ou não

Carros e casas dançando no ar
Sons e imagens morrendo ao redor
Todas as chaves pra todas as portas
A consciência ao alcance das mãos

Eu quero mais é que a razão se torne inútil ou não

Eu quero mais é que a razão se torne inútil ou não
Eu quero mais é que a razão se torne inútil ou não
Eu quero mais é que essas coisas se arrebentem ou não!

Topo Topo























































Clube 34 Blues
Helio 'Scubi' Jenné

Clube 34 Blues
Lá estavam vários amigos meus
Muitos deles tão crianças quanto eu
Mas cada um estava curtindo a sua
E a minha alma se perdeu

E eu me senti muito sozinho
Divagando num copo de vinho
E meio doido, com um violão de aço compus
Clube 34 Blues

Solo

Ninguém sacou, nem mesmo a Lua
Quando eu chorei por culpa sua
Dentro de um bonde abandonado e sem luz
Clube 34 Blues

Topo Topo























































A Sua Mãe Morreu

Paulo Malária

Cara, você não sabe o que é que houve por aqui
É... acho melhor você até sentar
Bicho, ce vai ter que ser muito forte
Eu tenho uma notícia pra te dar, uma notícia de morte...

A sua mãe morreu, a
sua mãe morreu,
Ela deu um pulo, estrebuchou e faleceu
Não sei como é que foi,
Só sei que aconteceu

A sua mãe morreu (yeah yeah boy)
A sua mãe morreu (yeah yeah boy)
Ela deu um pulo (uuh),
Estrebuchou e faleceu
(yeah yeah boy)
Não sei como é que foi (a a a)
Só sei que aconteceu

Solo

Cara, você não sabe o que é que houve por aqui
É... acho melhor você até...
Bicho, ce vai ter que ser muito forte
Eu tenho uma notícia pra te dar, uma notícia de morte...


Topo Topo























































Conferência de Havana

Paulo Malária, Helio Jenné, Raul Branco, Baster Barros

Na Conferência Geral realizada em Havana
Que decidiu pela extinção final da raça humana
Os detentores do poder disseram e fizeram crer
Que nada mais devemos esperar

A Conferência reuniu os principais presidentes
Contou com a participação de muitos magos videntes
Falaram de destruição (Hey hey hey) sangue espalhado pelo chão
E uma nova ordem sobre a terra

(solo)

No grande dia aqui estiveram os seres de outro planeta
E decidiram acabar com toda aquela mutreta
Nenhum acordo se firmou e o nosso mundo se tornou
Satélite da Liga do Espaço

Topo Topo























































Dança
Zeca Pereira

Oh largue essa Coca, pegue seu chiclete
Chame a menina e fique todo maluquete
Com o Rock and Roll
Só não fique parado enquanto em quase fico rouco

Não se preocupe se nunca dançaram o
Rock and Roll
Não há mistério nenhum é só balançar o corpo
Só não fique parado enquanto em quase fico rouco

(Solo)

Só não fique parado enquanto em quase fico rouco

Só não fique parado enquanto em quase fico rouco

(Solo)

Não se preocupe se nunca dançaram o Rock and Roll
Não há mistério nenhum é só balançar o corpo
Só não fique parado enquanto em quase fico rouco
Só não fique parado enquanto em quase fico rouco
Só não fique parado enquanto em quase fico rouco


Topo Topo























































3º Charrão
Paulo Malária

Laaaa Laaaa Laaaa Miiii
Laaaa Reeee Laaaa Miiii Laaaa

Num vulcão que se apagou desceu um disco voador
Trazendo as ciências do além
Um dia essa população vai sair fora do vulcão
E o mundo ainda não sabe que eles vêm

Dentro do vulcão é bom, todo mundo é doidão
E agora eles vêm nos ajudar
(Trepa e chupa, trepa trepa e chupa, ié, ié, ié)
Aquela ave empalhada não vai te adiantar pra nada no dia radioso que virá

Até o mais sábio dos gurus e aquela hippie do Peru
Ninguém pode prever a invasão
O mundo vai virar quadrado e o homem vai ser dominado
Pelos que vieram do vulcão

É a gangue louca do vulcão
É a gangue louca do vulcão
É a gangue louca do vulcão
É a gangue louca do vulcão

Laaaa Laaaa Laaaa Miiii
Laaaa Reeee Laaaa Miiii Laaaa

Eia Uia!


Topo Topo























































Guerra Civil

Helio 'Scubi' Jenné

Aquele dia amanheceu mas o sol não pintou
O couro comeu, a vida era horrível e o povo gritou ou ou!
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia
Até os ratos fugiram com medo daquela cidade

Cachorros e gentes se atropelando
No meio das ruas bombas estourando
Guerrilhas urbanas e coquetéis, não resistiram mais os quartéis
Cabeças rolaram em sangue e pavor e o povo tomou conta de tudo

Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia

Liberdade, Igualdade, Fraternidade! Ououhou

(solo)

Aquele dia amanheceu mas o sol não pintou
A metralha rugiu, o rei fugiu
A história contou,
O povo mandou e
A gente cantou:
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia

Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia!
Guerra civil anarquia, ou vamos terminar monarquia!

Topo Topo

























































Perdido Num Mundo de Sonhos

Paulo Malária

Se você não quer me ver sentado a chorar
Diga mentiras pra me alegrar
Fale que eu ainda posso ganhar
Diga que o futuro tá pra chegar oh!

Parece que foi ontem eu era felz
Andava pela rua levantando o nariz
Depois tudo mudou, meu sonho acabou, tô perdido tô wow wow!

Perdido num mundo de sonhos
Assombrações macabras
Atormentam minha mente
Me fazendo delirar

E num desses delírios encontrei
Um universo paralelo e lá fiquei
Perdido num mundo de sonhos
Perdido num mundo de sonhos
Perdiso num mundo de sonhos, oh!


Topo Topo























































Baile de Black

Paulo Malária

Quando eu vou num baile de black
Eu me sinto a truly black
Porque sei lá só tem black
gente fina como eu

Baile de black, Baile de black yeah yeah!
Baile de black, Baile de black yeah yeah!
Baile de black, Baile de black yeah yeah!
Baile de black, Baile de black yeah yeah!

É saudável o viver black
Tudo bem, tudo legal ha ha ha ha
Já que o Black não agride, menos quando é agredido

Baile de black, Baile de black yeah yeah!
Baile de black, Baile de black yeah yeah!
Baile de black, Baile de black yeah yeah!

Mesmo às vezes que eu apanho
É impossível guardar rancor
Lembro que por trás estão
300 anos de escravidão

Tem gatinha de montão
E nem todas me dão as costas
Black é vida, vida black
Que mais posso eu querer


Baile de black, Baile de black yeah yeah!


Topo Topo























































Vou Vazar

Paulo Malária, Raul Branco, Helio Jenné

Ha, haha, hahaha, hahahaha

Você me pede pra eu ficar
Mas eu vou ter que me mandar
Aqui não guento nem mais um minuto

Você pensou que eu sesse play
Porém agora eu já nem sei
Assim vou acabar maluco

Eu vou vazar (vou vazar, eu vou vazar)
Vou pra qualquer outro lugar
Vou vazar (vou vazar, uou ou)
Pra Nicarágua ou para Irajá

Eu vou vazar (vou vazar, eu vou vazar)
Eu vou tirar o meu time de campo
e quero ver como tu vai jogar


Topo Topo























































Diga o Nome do Senhor

Paulo Malária

Quem ainda pe rei da nossa geração
Quem não se entregou nem perdeu a razão
Diga o nome do Senhor se você souber
E adore aquilo que você quiser

Sonhos são sonhos e á isso só
Chegam quase a ser reais
Depois se vão no pó

O dia de ontem, o último verão
Pertencem ao passado, foram mas não são
Torça pra que alguém faça o que você não fez
E então comece tudo outra vez


Topo Topo





spacer